A Trilha do Banco (da Vitória).

Até o ano de1709, havia poucas incursões para o interior da capitania de São Jorge dos Ilhéus. O limite a oeste pode-se dizer que era o engenho da Sesmaria Victória.
            Naquela época, quem infernizava as matas da redondeza já não eram mais os velhos Aimorés, mas sim os Gueréns (um ramo dos Aimorés) – índios de origem no sertão da Bahia que invadiram os domínios dos Aimorés e aterrorizaram essas bandas.
            Os Gueréns eram tão ferozes quanto os Aimorés. Todavia, ao contrário desses últimos, preferiam viver longe das margens dos rios e faziam somente ataques-surpresa aos engenhos de açúcar e fazendas da região.
            Em 1747, citando Silva Campos, o desbravador sertanista João Gonçalves da Costa desbravou as margens do rio Cachoeira, indo até os sertões (atual região próxima a Vitória da Conquista - BA). É dessa época a primeira nomeação extraoficial da Trilha do Banco. Uma picada aberta que margeava o lado esquerdo do rio Cachoeira indo até além da atual cidade de Itabuna, até a Vila de Ferradas.
            Era comum nessa época os desbravadores utilizarem canoas e pequenos barcos para alcançar o banco de areia existente no rio Cachoeira e a partir de ali adentrarem a Trilha do Banco, indo andando ou em lombos de burros e mulas para os sertões da Bahia e Minas Gerais. Próximo à atual Vila de Cachoeira a Trilha do Banco mudava de nome e se chamava Trilha do Rio e se estendia com este nome até a Vila de Ferradas (atual bairro de Itabuna) onde, de fato iniciava-se a trilha titulada DE Caminho dos Sertões ou Caminho para Minas.
.
            A Trilha do Banco que margeava o rio Cachoeira foi utilizada por séculos por desbravadores, jesuítas e depois fazendeiros de cacau. O seu papel foi fundamental para a exploração e consolidação da região cacaueira do sul da Bahia.

            Documentos históricos citados por diversos autores relatam que somente depois de 1820 a região sul da Bahia começou efetivamente ser explorada e desbravada e muito para isso contribuiu a Trilha do Banco, que era o local onde as canoas e barcos chegavam e dali partiam homens, mulheres, crianças, animais de cargas e todos os tipos de mercadorias. O atual Banco da Vitória era, portanto, a porta de entrada e de saída das matas Atlânticas, em direção a Ilhéus e os sertões, pelo curso do rio Cachoeira.
            A partir de 1810 os desbravadores que vinham da Vila de Ilhéus chegavam de canoas ao Arraial do Banco e dali adentravam na "trilha do Banco" e iam até a "Vila de Cachoeira de Itabuna", então um pequeno arruado (em torno de dez choupanas e um pequeno curral), no meio do caminho entre as atuais cidades de Ilhéus e Itabuna.

Em 1815, apareciam as primeiras referências aos fatos ligados ao povoamento do território que constituiu o atual município de Itabuna.

            Entre os anos de 1812 e 1815, dois fatos históricos marcaram a capitania de São Jorge dos Ilhéus. O primeiro foi a abertura de uma estrada ligando a vila de Ilhéus ao sertão da Ressaca, como era chamada a região do Arraial da Conquista (atual cidade de Vitória da Conquista). A estrada foi concluída em 1815 e teve como ponto de partida as margens dos rios Cachoeira, Salgado e Gavião. Esta obra foi concebida pelo engenheiro e financista mineiro Felisberto Caldeira Brant, marques de Barbacena e utilizou a mão-de-obra de mais de 240 escravos e índios das missões. Essa estrada tinha a extensão de 42 léguas e tinha como objetivo principal escoar mercadorias dos sertões de Minas pelo porto de Ilhéus.

O segundo fato foi a visita do príncipe Maximiliano Wed-Neuwied (entre 1818 e 1819), insigne naturalista que visitou diversas terras da antiga capitania de São Jorge dos Ilhéus, em 1816, indo depois além de Vitória da Conquista e fronteiras de Minas[1].



[1] Esse é um dos Maximilianos que por aqui estiveram. Vide capítulo à parte.

Um comentário:

Patricia Howell disse...


Hello I am so delighted I found your web site, I really found you by error, while I was researching on Aol for something else, Regardless I am here now and would just like to say cheers for a marvelous post and a all round exciting blog (I also love the theme/design), I don’t have time to browse it all at the moment but I have saved it and also added your RSS feeds, so when I have time I will be back to read more, Please do keep up the superb jo. all of craigslist